Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente moçambicano rejeita intermediação internacional nas negociações com Renamo

Lusa

  • 333

Maputo, 29 mai (Lusa) - O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, rejeitou, na terça-feira, a mediação internacional nas negociações entre Governo e Renamo, conforme exigia o maior partido da oposição em Moçambique, como pré-condição para o diálogo atualmente em curso.

A Renamo exigia a presença de observadores nacionais, bem como da União Africana, Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) e da União Europeia, mas o Governo de Maputo não vai aceitar essa condição.

"Podemos ter mais confiança em nós e mais autoestima. Não podemos correr para a União Africana só porque alguém escorregou aqui em Moçambique. Acho que temos que ter mais autoestima", disse Guebuza, falando em Adis Abeba, quando questionado sobre aquela exigência.