Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente filipino expressa "simpatia" para com ativista condenado por interromper missa

Lusa

  • 333

Manila, 30 jan (Lusa) - O Presidente das Filipinas expressou a sua "simpatia" para com um ativista condenado por interromper uma missa, ainda que não concorde com os seus métodos para defender o direito ao planeamento familiar, revelou hoje a imprensa local.

Benigno Aquino instou os bispos filipinos a seguir o exemplo dos papas católicos e a aplicar a "generosidade e caridade cristãs" com vista a perdoar Carlos Celdran, condenado por interromper uma missa para criticar os bispos por se oporem ao uso de preservativos.

Condenado, na passa segunda-feira, a uma pena de entre dois meses e um ano de prisão, Carlos Celdran, de 41 anos, já fez saber que irá recorrer da sentença para o Supremo Tribunal.