Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente do México quer controlar educação pública e reduzir poder sindical

Lusa

  • 333

Cidade do México, 11 dez (Lusa) -- O Presidente mexicano, Enrique Pena Nieto, propôs mudanças significativas no sistema público de educação, enfrentando uma líder sindical que é considerada a mulher mais importante do país e o principal obstáculo às alterações, noticia a AP.

Ladeado pelos líderes dos três principais partidos políticos, Pena Nieto afirmou na segunda-feira que vai enviar para o Congresso uma proposta de criação de um sistema profissional para contratar, avaliar e promover professores, sem os "critérios discricionários" usados num sistema em que os lugares de docência são frequentemente comprados ou herdados.

O plano, que tem um apoio pluripartidário, transfere em muito o controlo do sistema público de educação para o Governo federal, em detrimento do Sindicato dos Trabalhadores da Educação, que tem 1,5 milhões de associados e é liderado há 23 anos por Elba Esther Gordillo, que sob a atual lei contrata e despede professores e tem sido acusada de usar os dinheiros do sindicato como se fossem seus.