Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente do IHRU considera contas da Porto Vivo como "geometria variável"

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 mai (Lusa) -- O presidente do Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU) caracterizou hoje as contas da Porto Vivo -- Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) como "geometria variável" e recusou que a Câmara Municipal do Porto seja porta-voz da SRU.

Em declarações à agência Lusa, Vítor Reis precisou que o IHRU reprovou as contas da SRU, mas indicou ao Conselho de Administração o que fazer para as mesmas serem aprovadas.

"Inicialmente o prejuízo da operação das Cardosas era de 7,6 milhões de euros, depois passou a ser de 04 milhões e nas últimas contas de 5,5 milhões de euros", notou o responsável, argumentando tratar-se de uma "geometria variável, o que é inaceitável".