Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente do Deustche Bank/Portugal diz que banca não consegue estimular economia

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 abr (Lusa) - O presidente da sucursal do Deustche Bank em Portugal, Bernardo Meyrelles, admitiu hoje que a banca portuguesa e internacional que opera no país não tem atualmente capacidade para financiar a economia a taxas mais acessíveis.

"Neste momento, olhando para a banca portuguesa, é notório que nem os bancos domésticos nem os internacionais conseguem dar à economia o estímulo que esta precisa", afirmou o banqueiro, numa conferência promovida pelo Deutsche Bank e pelo jornal Expresso, em Lisboa.

Bernardo Meyrelles salientou que a banca mundial, no seu todo, enfrenta grandes desafios, quer a nível de capital, quer em termos de financiamento, a que se juntam as crescentes exigências regulatórias, mas sublinhou que os bancos portugueses, "além de todos estes constrangimentos, ainda têm mais dificuldades" devido à conjuntura específica do mercado português, já que o país vive uma grave crise e se encontra sob resgate internacional.