Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente do Bayern de Munique reconhece ter cometido um "erro grave"

Lusa

  • 333

Berlim, 23 abr (Lusa) -- O presidente do clube alemão de futebol Bayern de Munique, Uli Hoeness, reconheceu hoje, ao jornal Bild, ter cometido um "erro grave" depois de ter sido considerado suspeito num alegado caso de fraude fiscal.

"Eu percebi que cometi um erro grave. Quero limpar o passado. Isto é o que a lei permite", referiu Hoeness numa curta declaração ao Bild.

A suspeita de fraude fiscal já motivou uma reação da chanceler alemã, Angela Merkel, que se manifestou "dececionada" com os recentes acontecimentos em torno do dirigente do clube bávaro.