Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente da Liga quer impedir ábitros de apitarem clubes de que são adeptos, APAF rejeita

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 mar (Lusa) -- O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), Mário Figueiredo, voltou hoje a defender que os árbitros não devem apitar os jogos em que intervêm os clubes da sua preferência, nem de rivais diretos.

Numa curta intervenção durante a tomada de posse dos novos corpos gerentes da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), Mário Figueiredo surpreendeu os presentes na sede da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e reafirmou que os árbitros devem ficar à margem dos jogos dos clubes de que são também adeptos.

"Na minha ótica, os árbitros não devem apitar jogos com têm clubes da sua preferência e de que são adeptos, nem devem apitar jogos com clubes que são adversários diretos", afirmou o presidente da LPFP, num discurso em que também voltou a mostrar-se a favor da profissionalização do setor e da introdução das novas tecnologias.