Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente da Coreia do Sul indultou aliados políticos condenados por subornos

Lusa

  • 333

Seul, 29 jan (Lusa) -- O Presidente cessante da Coreia do Sul, Lee Myung-Bak, que terminará o mandato em fevereiro, indultou quatro pessoas, incluindo um amigo e um aliado político, ambos condenados por suborno, informou hoje a agência Yonhap.

A decisão gerou fortes críticas na Coreia do Sul no que é descrito como um abuso de poder nos seus últimos dias de mandato, sobretudo por parte da sua sucessora e colega de partido, Park Geun-hye, que ganhou as últimas eleições e substituirá Lee Myung-bak à frente do país nos próximos cinco anos.

Os indultos aprovados por Lee Myung-bak incluem o amigo pessoal Chun Shin-il e Choi See-joong, antigo diretor de comunicações e considerado um dos homens próximos do Presidente, ambos condenados por crimes de corrupção.