Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente da Conforlimpa lesou o Estado em mais de 40 milhões de euros -- DIAP

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 out (Lusa) - O presidente da Conforlimpa, Armando Cardoso, terá lesado o Estado em mais de 40 milhões euros, através de um esquema de fraude fiscal que envolve as empresas do grupo, informou hoje o Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP).

O empresário foi hoje detido por suspeitas da prática de um crime de fraude fiscal qualificada, na sequência da operação "Clean", desencadeada em várias zonas do país, levada a cabo pela Autoridade Tributária e Aduaneira, com a colaboração da Polícia Judiciária, no âmbito de inquérito da 3.ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP).

Em comunicado enviado à agência Lusa, o DIAP explica que o detido criou, de forma reiterada, entre 2005 e o corrente ano, empresas fictícias destinadas à emissão de faturação falsa, para que a principal empresa do grupo contabilizasse o custo e deduzisse indevidamente o IVA.