Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente da Comissão Europeia rejeita "crise do euro"

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 jan (Lusa) - O presidente da Comissão Europeia rejeitou hoje a ideia de uma "crise do euro", garantindo que a moeda única continua "estável e forte", havendo, sim, uma "crise de dívida soberana e do sistema financeiro".

Durão Barroso, que proferiu o discurso de abertura da conferência que marca os 40 anos do semanário Expresso, que hoje decorre no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, sublinhou que "a crise financeira não foi gerada pela União Europeia", devendo-se, sim, às "dívidas públicas insustentáveis" de alguns Estados, aos "comportamentos irresponsáveis" no sistema financeiro e às "falhas na supervisão bancária".

Esta crise levanta, porém, "uma questão política", destacou Barroso. Questão que os mercados colocam aos Estados, um teste para saber se estes "estão disponíveis para fazer tudo o que é necessário para apoiar a moeda comum", concretizou.