Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente da comissão eleitoral guineense apresenta demissão

Lusa

  • 333

Bissau, 04 dez (Lusa) - O presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE) da Guiné-Bissau, Rui Nené, empossado no cargo há menos de um mês, apresentou hoje a demissão ao presidente do parlamento, Ibraima Sori Djaló, disse à Lusa fonte parlamentar.

Rui Nené tomou posse a 13 de dezembro, apesar da polémica suscitada por um conjunto de pequenos partidos que questionavam a nomeação do também juiz conselheiro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) para o cargo e depositaram na mesma instância um pedido de impugnação da eleição para o cargo de presidente da CNE.

Para o grupo, constituído por partidos que apoiam o Governo de transição, formado na sequência do golpe de Estado de 12 de abril, a eleição de Rui Nené, decidida no parlamento, "não obedeceu aos critérios plasmados no pacto de transição nem ao acordo politico que regem o período de transição", em curso na Guiné-Bissau.