Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente da Associação de Bancos defende programa de apoio ao crescimento

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 nov (Lusa) - O presidente da Associação Portuguesa de Bancos defendeu hoje ser fundamental um programa de apoio ao crescimento para países da União Europeia sujeitos a programas de estabilidade, negando a necessidade de um segundo resgate para Portugal.

À margem da assinatura de uma carta de intenções entre a banca e a Câmara de Lisboa, Fernando Faria de Oliveira disse que não acredita na possibilidade de Portugal ter de recorrer a um segundo resgate financeiro, defendendo a necessidade de "mostrar capacidade de realização do programa de ajustamento".

Além disso, considerou, ser fundamental "procurar eventuais complementos ao programa" que está em vigor, designadamente "os que têm a ver com o crescimento da economia".