Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente da Académica absolvido do crime de difamação de magistrado

Lusa

  • 333

Condeixa-a-Nova, 15 jul (Lusa) -- O Tribunal de Condeixa-a-Nova absolveu hoje o presidente da Académica, José Eduardo Simões, do crime de difamação contra um procurador do Ministério Público (MP).

Segundo a sentença, divulgada hoje à tarde, as afirmações de José Eduardo Simões criticando a prática de violação do segredo de justiça, num outro processo, "não são, indubitavelmente, lesivas da honra e da consideração do ofendido".

Durante o julgamento por crimes de corrupção e abuso de poder, pelos quais viria a ser condenado a 15 meses de prisão pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJ), que suspendeu a pena, o arguido criticou a fuga de informações deste processo para a imprensa, numa altura em que caso estava ainda sob segredo de justiça.