Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PR moçambicano diz que negociações com a Renamo devem respeitar a Constituição

Lusa

  • 333

Maputo, 15 mai (Lusa) - O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, defendeu na terça-feira que as negociações entre Governo e Renamo, principal partido da oposição, para resolver a crise política no país, devem respeitar a Constituição e atender à vontade da população.

O Governo moçambicano e a Renamo (Resistência Nacional de Moçambique) estão em negociações destinadas a ultrapassar a crise política no país, na sequência de reiteradas ameaças do principal partido da oposição de boicotar as próximas eleições autárquicas e gerais (presidenciais e legislativas).

Os diferendos entre o Governo e a Renamo levaram a confrontos entre a polícia e antigos guerrilheiros do principal partido da oposição, no início de abril, que provocaram cinco mortos e alguns feridos, no centro do país.