Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PR moçambicano Armando Guebuza acusa TPI de "apenas julgar africanos"

Lusa

  • 333

Maputo, 11 out (Lusa) - O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, acusou quinta-feira em Kampala o Tribunal Penal Internacional (TPI) de "apenas julgar africanos", propondo a atuação de tibunais nacionais africanos como uma forma de evitar o recurso às instâncias penais internacionais.

"Na minha opinião, não penso ser justo ter um tribunal que apenas julga africanos, não é justo", afirmou Armando Guebuza, respondendo a uma pergunta de um estudante de uma academia militar do Uganda, durante uma palestra proferida pelo chefe de Estado moçambicano, no âmbito de uma visita que realiza ao país.

Para o estadista moçambicano, o TPI tem usado uma dualidade de critérios, ao julgar "apenas africanos" e ser omisso perante pessoas de outros continentes alegadamente envolvidas no cometimento de crimes que caem na alçada da justiça penal internacional.