Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Póvoa de Varzim: Família de pescador que morreu no mar do Funchal quer apurar responsabilidades

Lusa

  • 333

Póvoa de Varzim, 24 de jul (Lusa) -- A família de um pescador que morreu a 11 de julho, a bordo da embarcação 'Marques Novo', a cerca de 100 milhas do Funchal, promete ir "até às últimas consequências" para apurar as causas da morte, para já, desconhecidas.

Nuno Vale, filho da vítima, disse à Lusa que vai acionar "todos os meios legais" para conseguir apurar o que aconteceu ao pai, porque a tripulação aponta falhas aos meios de emergência -- INEM e Centro de Busca e Salvamento Marítimo, mas a Marinha nega e diz que "tudo foi feito" e que o "mestre, responsável pela sua tripulação, é que não acatou instruções".

João Duda seguia no "Marques Novo", um barco de Vila do Conde que pescava espadarte, quando, segundo informações da tripulação, a "27 de junho, terá sentido uma ligeira indisposição", relatou o filho da vítima mortal.