Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Poucas vagas para muitos candidatos que querem estudar em Angola

Lusa

  • 333

Luanda, 17 fev (Lusa) - As vagas para o ensino superior em Angola são cada vez mais reduzidas tendo em conta o número de candidatos interessados em prosseguir os estudos nas universidades públicas e privadas, uma situação também se verifica no ensino básico.

Na Universidade Agostinho Neto, a instituição universitária pública mais antiga de Angola, na primeira semana do início das inscrições estavam já registados 22.606 candidatos para as 4.483 vagas disponíveis nas suas oito unidades orgânicas (faculdades, institutos e escolas superiores).

Já na privada Universidade Católica de Angola, até sexta-feira estavam inscritos 6.680 candidatos para as 1.100 vagas disponíveis, enquanto, segundo noticiou a agência noticiosa angolana Angop, na recente universidade pública Katyavala Bwila, nas províncias de Benguela e Kuanza Sul, existem este ano menos 232 vagas.