Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugueses retidos na Guiné Equatorial já regressaram a Lisboa - empresa

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 mar (Lusa) -- Os 160 trabalhadores portugueses que estavam retidos na Guiné Equatorial, à espera de voo, regressaram esta manhã a Lisboa, disse à Lusa a empresa que os contratou.

A empresa de engenharia e construção Etermar, que contratou os 160 portugueses para a construção de um porto marítimo em Malabo, capital da Guiné Equatorial, já tinha garantido, na quarta-feira, que os trabalhadores regressariam hoje.

O voo de Malabo para Lisboa foi "realizado por avião fretado, em substituição do avião da SATA", chegando às 10:45, com "todos" os "colaboradores", confirmou hoje a administração da empresa com sede em Setúbal, em correio eletrónico enviado à Lusa.