Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal precisa de crédito na economia e de um choque fiscal para as empresas -- administrador CGD

Lusa

  • 333

Leiria, 01 fev (Lusa) - O administrador da Caixa Geral de Depósitos (CGD) Nuno Fernandes Thomaz disse hoje em Leiria que a o país necessita de garantir crédito na economia e de um choque fiscal dirigido às empresas.

"Há duas componentes muito importantes para resolver: uma é ter uma maior atratividade fiscal ao nível das empresas, o tal choque fiscal que o Governo procura com a nomeação e constituição do grupo de trabalho que nomeou para o IRC, porque é muito importante para atrair investimento, e uma segunda tão mais importante que é que o crédito chegue à economia", enumerou o responsável da CGD.

Nuno Fernandes Thomaz, que discursava no âmbito de um ciclo de conferências promovido pela CGD, sustentou que um dos dossiês atuais que preocupa a banca é o da rentabilidade, que tem impacto nas empresas e influencia o financiamento bancário.