Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal e países periféricos expostos a crise política em Espanha - Analistas

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 jul (Lusa) -- Os mercados pouco reagiram ao escândalo em Espanha de pagamentos ilegais no Partido Popular, mas uma eventual queda do Governo pode ter implicações para os países periféricos, e sobretudo para Portugal, segundo analistas ouvidos pela Lusa.

"Era preciso o caso ser muito sério para Portugal ter impacto no mercado europeu, no euro ou na dívida europeia, mas claramente Espanha já é diferente. Espanha já faz diferença porque tem um peso significativo na Europa", afirmou à Lusa João Pereira Leite, diretor de investimentos do Banco Carregosa.

O responsável do Banco Carregosa considerou que "se estes escândalos sobre o financiamento do partido do Governo resultarem numa queda do Governo, pode levar os investidores a questionarem a execução do que está previsto e obviamente ter consequências, quer nas bolsas quer no euro, e exigir medidas de prudência por parte da União Europeia".