Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal e Espanha podem "exigir mais da Europa" na energia elétrica - Governo

Lusa

  • 333

Lisboa, 25 set (Lusa) -- Portugal e Espanha podem "exigir mais da Europa", porque o que têm feito em termos de promoção da concorrência no mercado ibérico de eletricidade "é superior" ao realizado na União Europeia, defendeu hoje o secretário de Estado da Energia.

"Estamos [os dois Governos] em condições de exigir mais da Europa, porque aquilo que temos feito em termos de integração, em termos de promoção da concorrência nesta área [eletricidade] é superior àquilo que se tem observado, em média, na União Europeia", afirmou Artur Trindade, acrescentando que os dois países têm "algum capital de queixa e alguma capacidade de exigir melhorias" ao nível europeu.

Durante a sua intervenção no encerramento de um seminário sobre mercados energéticos, organizado pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Espanhola, em Lisboa, o governante apontou como objetivos para o mercado ibérico de eletricidade "mais integração, mais concorrência, mais eficiência e melhor escolha para os consumidores de energia".