Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal deve resistir às imposições da Alemanha -- Ex-conselheira de Kohl

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 jul (Lusa) -- Portugal não pode "aceitar simplesmente" o que a Alemanha dita, deve resistir e pôr condições, porque a União Europeia nunca deixará que saia do euro, defendeu a autora de um livro muito crítico sobre Angela Merkel, Gertrud Hoehler.

Merkel move-se unicamente pelo poder, sem ideologia ou valores e com desprezo pela lei e pela própria democracia, defende Hoehler, antiga conselheira do ex-chanceler Helmut Kohl, no livro "Estratégia Merkel -- O projeto implacável da chanceler de ferro que põe em perigo a União Europeia".

Editado este mês em Portugal, o livro contém uma introdução à edição portuguesa, em que Hoehler, descrita pela Economist como "uma das celebridades intelectuais da Alemanha", escreve que o Sul da Europa é "o destino de Merkel", porque as vozes críticas da austeridade excessiva já se fazem ouvir em Berlim, enviando "sinais ainda tímidos" de que "o vento se está a virar a favor do Sul".