Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal deve procurar anular "parte" da sua dívida e reduzi-la "sensivelmente a metade" -- João Semedo

Lusa

  • 333

Vila Nova de Gaia, 03 mai (Lusa) - O coordenador do Bloco de Esquerda (BE) João Semedo afirmou que Portugal deve procurar anular parte da sua dívida, porque "o país não aguenta uma dívida superior a 60% do seu Produto Interno Bruto (PIB)".

"É evidente que se nós baixarmos os juros a situação melhora e se prolongarmos os prazos de pagamento da dívida a situação também melhora, mas resta saber se baixar os juros e prolongar os prazos é suficiente. Na opinião do BE, não é e isso diferencia-nos dos outros partidos", especificou Semedo

A solução que os bloquistas propõem para o problema é "renegociar a dívida, anulando parte" dela e reduzindo "sensivelmente a metade" o seu valor atual, que hoje está nos 126% e que "vai aumentar com todas estas medidas".