Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal atribui vistos de residência por investimento imobiliário de 500 mil euros, Letónia exige 70 mil

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 nov (Lusa) -- Portugal e Letónia são países da União Europeia que concedem vistos de residência a cidadãos não europeus que comprem casas por 500.000 euros e a partir de 70.000, respetivamente, segundo a análise de quadros legais nacionais por uma especialista.

Desde outubro que vigora em Portugal o regime de autorização de residência para atividades de investimento, com três requisitos, explicou à agência Lusa Rita Assis Ferreira, da Sociedade de Advogados PLMJ.

O regime especial de concessão e renovação de autorização de residência pressupõe a transferência de um capital mínimo de um milhão de euros, a criação de pelo menos 30 postos de trabalho no país ou a aquisição de bens imóveis de valor de pelo menos 500.000 euros.