Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portos: "Cidade das duas margens não pode ser de um lado luxo e do outro lixo" - Junta da Trafaria

Lusa

  • 333

Almada, 22 fev (Lusa) -- A presidente da Junta de Freguesia da Trafaria (Almada) contesta a construção de um novo terminal de contentores na freguesia e diz que a 'cidade das duas margens' "não pode ser luxo de um lado e lixo do outro".

"Acho que esta decisão prejudica definitivamente o desenvolvimento da Trafaria, é um crime ambiental e uma decisão nefasta para a freguesia. A 'cidade das duas margens' não pode ser de um lado luxo e do outro lixo", disse, em declarações à agência Lusa.

O plano de reestruturação hoje apresentado pelo Governo para o Porto de Lisboa, que abrange também concelhos da margem sul do Tejo, como Almada, prevê a concessão do terminal de cruzeiros da capital, a construção de uma marina na margem norte do Tejo e de um novo terminal de contentores na Trafaria.