Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Porto: Trabalhadores das pastelarias Boulangerie de Paris acusam empresa de "encerramento ilícito"

Lusa

  • 333

Porto, 27 jul (Lusa) -- Os cerca de 30 trabalhadores das três pastelarias Boulangerie de Paris, no Porto, encerradas desde quinta-feira, estiveram hoje concentrados em frente à sede da empresa, reclamando o pagamento do subsídio de férias e acusando o sócio gerente de "encerramento ilícito".

Segundo adiantou à agência Lusa o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Hotelaria e Turismo, o sócio gerente, de nacionalidade francesa, comunicou na quinta-feira, por carta, aos trabalhadores, "que ia fechar para férias até final de agosto", o que nunca aconteceu em anos anteriores, sem liquidar os salários de julho nem o subsídio de férias.

De acordo com Francisco Figueiredo, esta será, contudo, a forma encontrada "para fugir à acusação de crime" por "encerramento ilícito da empresa" já que, numa reunião com os trabalhadores, na quarta-feira à noite, o gestor "disse que as pastelarias estavam a dar prejuízo e que tinha uma ordem do tribunal para fechar".