Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Porto: Fernando Gomes assume erro político ao sair da câmara para Lisboa e lamenta não ter pedido desculpa

Lusa

  • 333

Porto, 08 jun (Lusa) -- O ex-presidente da Câmara do Porto Fernando Gomes assumiu hoje o erro político de ter deixado o mandato a meio na autarquia para integrar o Governo, garantindo que foi para Lisboa para conquistar "força política" para o Porto.

Em entrevista ao Porto Canal no programa Polo Norte, que é transmitido hoje às 23:00, Fernando Gomes garante que quando, em 1999, saiu da Câmara do Porto para Lisboa - foi nomeado ministro-adjunto e da Administração Interna do Governo socialista de António Guterres - "a ideia não era abandonar o Porto" mas sim conquistar "força política no interior da máquina do Estado e do PS" para o Porto.

"Conseguir para o Porto aquilo que até aqui se consegue só com muita luta, com muita guerra, muita agressividade, com um discurso desgastante que é o Porto contra Lisboa", disse, assumindo que "nunca soube explicar isso".