Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portas adverte para incoerência do discurso das instituições internacionais

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 mai (Lusa)- O presidente democrata-cristão afirmou hoje que o Governo deve recusar a divisão qualitativa entre países do sul e do norte da Europa e advertiu para a incoerência do discurso das instituições internacionais sobre austeridade e crescimento económico.

As posições de Paulo Portas foram assumidas numa conferência de imprensa na sede do CDS-PP sobre as medidas de austeridade anunciadas na sexta-feira pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

No seu discurso, o também ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros disse que "é necessário reconhecer que o programa de ajustamento com Portugal não é imune e não pode ser indiferente a dificuldades suplementares" e que percebe "muito bem a perplexidade de muitos portugueses".