Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portaria não resolve todas as questões da grande distribuição - APED

Lusa

  • 333

Lisboa, 04 jun (Lusa) - A diretora geral da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), Ana Trigo Morais, afirmou hoje que a portaria que clarifica a aplicação da taxa de segurança alimentar é positiva, mas não responde a todas as questões.

A portaria em causa estabelece que a taxa vai ser calculada consoante a dimensão da área de venda alimentar dos estabelecimentos, em função de coeficientes que variam entre os 60 e os 90%, clarificando dúvidas quanto à sua aplicação em grandes superfícies de comércio alimentar e não-alimentar.

A ministra da Agricultura, Assunção Cristas, afirmou hoje que espera que esta clarificação sirva para desbloquear o pagamento desta taxa, que é contestada pela grande distribuição, mas a diretora geral da APED não deixou certezas, já que "permanecem questões de fundo".