Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Populares requerem em tribunal demolição de edifício para hotel na Praia da Tocha

Lusa

  • 333

Cantanhede, 25 abr (Lusa) - Uma ação popular, interposta por moradores da Praia da Tocha, Cantanhede, exige a demolição de um edifício destinado a hotel, em estado de abandono, processo com sete anos que alegam cheio de nulidades e irregularidades.

Na ação, com um valor de mais de 700 mil euros, intentada contra a autarquia de Cantanhede e a empresa promotora da unidade hoteleira, os oito moradores, vizinhos da obra, requerem também a reversão dos terrenos para o município e indemnizações por danos patrimoniais e não patrimoniais.

O processo começou em junho de 2006 com a aprovação, pela autarquia, da venda em hasta pública de um lote de terreno, junto à praia, por 450 mil euros, destinado ao hotel, lê-se no texto de 14 páginas a que a Lusa teve acesso.