Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

População foge para o mato para pernoitar com medo da violência no centro de Moçambique

Lusa

  • 333

Chimoio, Moçambique, 19 out (Lusa) - Cada vez mais pessoas estão a "trocar casa pelo mato" durante a noite em Sadjundjira, Gorongosa, Sofala, centro de Moçambique, palco de confrontos consecutivos entre a guarda da Renamo e exército.

"Não há pessoas nas casas. Alguns fugiram no ataque de quinta-feira (em Mucodzi), mas a maioria trocou casas por matas desde sexta-feira à tarde, (ataque de Vunduzi). Está difícil ver pessoas a andar, porque há uma invasão de militares em todo lado", disse à Lusa, por telefone Abdul Domingo, residente de Sadjundjira.

O Ministério da Defesa de Moçambique negou hoje que tenha planos para atacar Sandjudjira, região onde reside o líder da Renamo, Afonso Dhlakama, mas ameaçou responder, em caso de provocação por parte do principal partido da oposição.