Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ponte da Arrábida: Obra de engenharia complexa deu ao Porto um novo centro

Lusa

  • 333

Porto, 20 jun (Lusa) -- Monumento nacional, obra de complexa engenharia que deu ao Porto um novo centro na Boavista, um arco de betão que ficou para a história e quatro elevadores sem uso, a Ponte da Arrábida comemora no sábado 50 anos.

A data comemora-se no dia 22, num ano que assinala também o nascimento de Edgar Cardoso, o engenhoso engenheiro das pontes responsável pelo desenho da travessia que em 1963 tinha o maior arco em vão do mundo e que contribuiu para dar à Boavista "uma acessibilidade verdadeiramente invejável", transformando-a num novo centro do Porto, descreve o geógrafo José Alberto Rio Fernandes.

Para a história fica ainda o relato de uma "autêntica operação de relojoaria" que foi a elevação e movimentação de um cimbre metálico de 2.200 toneladas, para construir um arco de betão sem apoios intermédios por causa dum rio demasiado rebelde e profundo, descreve Manuel Matos Fernandes, professor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).