Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Polícia moçambicana diz ter abortado tentativa de distúrbios de ex-militares e partidos

Lusa

  • 333

Maputo, 28 dez (Lusa) - A polícia moçambicana acusou hoje vinte partidos da oposição e o Fórum dos Desmobilizados de pretenderem criar uma desordem pública antes do fim de ano e sitiou, durante a madrugada, a residência do líder da organização dos ex-militares.

Em declarações à Lusa, João Machava, porta-voz do Comando da Polícia da República de Moçambique (PRM) na província de Maputo, disse que o Fórum dos Desmobilizados de Guerra de Moçambique e os pequenos partidos extraparlamentares, que integram a coligação denominada Oposição de Mãos Dadas, tinha um plano de criar distúrbios durante a quadra festiva.

"Segundo as nossas fontes havia intenção de preparar uma desordem pública antes do fim do ano. Através deste conhecimento, o comando da polícia na província de Maputo achou por bem aconselhá-los a não enveredar por este caminho" e "eles concordaram", disse João Machava.