Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Polícia egípcia retirou de Port Said após morte de um manifestante em confrontos

Lusa

  • 333

Port Said, 08 mar (Lusa) - Um manifestante morreu hoje em Port Said em confrontos com a polícia, que retirou da cidade egípcia e entregou o controlo da segurança ao exército, uma exigência que vinha sendo feita há vários dias pela população.

"Foi decidido dar aos militares a responsabilidade de garantir a segurança do quartel-general da polícia", afirmou o ministro do Interior egípcio, ao cabo de semanas de confrontos entre polícia e habitantes que contestam as sentenças de morte atribuídas em janeiro a 21 adeptos do clube de futebol local,

No sábado, serão conhecidas no Cairo as sentenças de outros 52 arguidos acusados de envolvimento no motim desencadeado em fevereiro de 2011 entre adeptos do Al-Masry e do Al-Ahly, do Cairo, em que morreram 74 pessoas, a maior parte adeptos do clube cairota.