Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Polícia egípcia dispara gás lacrimogéneo contra manifestantes, mais de cem feridos em todo o país

Lusa

  • 333

Redação, 25 jan (Lusa) - A polícia egípcia disparou gás lacrimogéneo contra manifestantes no Cairo, Alexandria e na zona do Suez, onde foi incendiada uma sede do partido da Irmandade Muçulmana, num segundo aniversário da revolução marcado por protestos contra o Presidente Mohammed Morsi.

Segundo os serviços de emergência egípcios, cerca das 16:00 (hora de Lisboa) registavam-se 110 feridos nos confrontos com a polícia por todo o país.

No Cairo, manifestantes que se opõem aos poderes eleitos juntaram-se junto ao edifício da televisão estatal, onde está também instalado o Ministério da Informação, e a polícia disparou granadas de gás lacrimogéneo para os dispersar.