Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Polícia chinesa deteve tibetano que incitou monge a imolar-se pelo fogo

Lusa

  • 333

Pequim, 25 jan (Lusa) -- A polícia chinesa deteve um tibetano na província de Qinghai, noroeste do país, que foi acusado de homicídio após ter incitado um monge a imolar-se pelo fogo como protesto, revelou a agência Xinhua.

De acordo com a agência oficial chinesa, o detido é um homem de 27 anos de nome Phagpa, foi detido pela polícia do condado de Tongren por incitar o monge Drolma Je, de 25 anos, a imolar-se no passado mês de novembro.

A polícia conseguiu impedir a imolação pelo fogo depois de receber uma denúncia de que estava guardada gasolina num quarto de hotel e que estava em causa a segurança pública.