Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Polícia chinesa associa "ataque terrorista" em Tiananmen a "extremistas religiosos"

Lusa

  • 333

Pequim, 30 out (Lusa) - A polícia chinesa associou hoje o "ataque terrorista" de segunda-feira na Praça Tiananmen, que matou cinco pessoas e feriu mais de trinta, a "extremistas religiosos" do Xinjiang, região de maioria muçulmana do noroeste da China.

Dentro da viatura utilizada naquele "premeditado ataque terrorista" e nas residências dos cinco suspeitos entretanto detidos a polícia encontrou facas, barras de ferro e bandeiras com slogans "extremistas religiosos", disse a Televisão Central da China (CCTV).

O ataque ocorreu na segunda-feira cerca do meio-dia (hora local) quando um jipe abalroou a multidão que se encontrava no topo norte da Praça Tiananmen e a seguir se incendiou, causando a morte dos três passageiros que seguiam no veículo e de dois turistas.