Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PM faz depender forma de saída da crise europeia do que acontecer em Portugal

Lusa

  • 333

Londres, 27 nov (Lusa) - O primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje em Londres que muito da forma como a Europa vai sair da crise dependerá do que acontecer em Portugal, a propósito do programa de ajustamento em curso. 

"Eu penso sinceramente que muito da saída da crise europeia depende do que acontecer em Portugal. Não porque a nossa pequena economia seja um grande peso na Europa. Mas porque conquistámos uma forte credibilidade entre os nossos parceiros europeus e porque a experiência portuguesa é um teste às instituições europeias e ao próprio projeto europeu", disse, durante uma palestra sobre o elo transatlântico promovida pela fundação Canning House. 

O chefe do Governo português entende que o debate na União Europeia deve centrar-se na reforma dos próprias instituições e procedimentos, referindo a necessidade "indispensável" de uma União Bancária para "quebrar o círculo vicioso entre crises soberanas e os sistemas bancários".