Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PM australiana pediu desculpa pelas adoções forçadas no país

Lusa

  • 333

Sydney, Austrália, 21 mar (Lusa) - A chefe do Governo australiano, Julia Gillard, pediu hoje desculpa pelas adoções forçadas praticadas no país entre 1950 e 1970, quando mães solteiras eram obrigadas a entregar os filhos para adoção.

"Hoje este parlamento, em nome do povo australiano, assume a responsabilidade e pede desculpas pelas políticas e práticas que forçaram a separação de mães e bebés, o que criou um legado de toda uma vida de dor e sofrimento", afirmou Julia Gillard.

Entre cerca de 800 vítimas que assistiram à sessão parlamentar, Gillard pediu desculpas porque foi negada a estas mães informação sobre os seus direitos para que pudessem tomar uma decisão consciente sobre as adoções dos seus filhos, assim como os cuidados e apoios para seguirem em frente.