Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Plataforma Logística Lisboa-Norte prometia 17 500 empregos mas apenas tem acessos construídos

Lusa

  • 333

Vila Franca de Xira, 11 mar (Lusa) - Cinco anos após o lançamento da Plataforma Logística Lisboa-Norte, que previa um investimento de 265 milhões de euros e a criação de 17 500 empregos, apenas os acessos, pagos pela câmara de Vila Franca de Xira, estão concluídos.

O empreendimento, sediado na freguesia de Castanheira do Ribatejo, foi lançado a 11 de março de 2008, pelo então primeiro-ministro, José Sócrates. A Abertis Logística, empresa promotora espanhola - entretanto adquirida pela Saba Infraestructuras - disse, na ocasião, que o projeto ia criar milhares de postos de trabalho, sendo cinco mil diretos, durante os dez anos seguintes.

Passados cinco anos, não foi construído um único pavilhão nem criado nenhum posto de trabalho. O investimento mais avultado e visível são os dois milhões de euros que saíram dos cofres do município para custear os acessos, que contemplam a ligação à Auto-estrada do Norte (A1), onde foram colocadas as placas que assinalam a saída para a Plataforma Logística Lisboa-Norte (PLLN).