Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Plano/Economia: Governo reitera intenção de baixar IRC, mas não avança taxa

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 abr (Lusa) - O Governo quer reduzir a taxa de IRC em 2014, mas ainda não avançou com o novo valor do imposto, remetendo essa decisão para depois do relatório da comissão de reforma do IRC.

No ano passado, o ministro da Economia e do Emprego, Álvaro Santos Pereira, avançou a hipótese de reduzir a taxa do IRC (Imposto sobre o Rendimento de Pessoa Coletiva) de 25% para 10% em novos investimentos, tendo sido criada, já em fevereiro deste ano, uma comissão de reforma deste imposto, com a incumbência de o simplificar e de promover a internacionalização e a competitividade das empresas portuguesas.

Na Estratégia para o Crescimento, Emprego e Fomento Industrial 2013-2020, hoje enviada aos parceiros sociais e aos partidos políticos, o Governo recorda que a comissão de reforma do IRC tem até ao dia 30 de junho para apresentar um anteprojeto com as suas conclusões e recomendações, seguindo-se o período de discussão pública, até ao final de setembro. O projeto final da comissão será apresentado ao Governo até 01 de outubro.