Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pirataria marítima rendeu mais de 250 milhões de euros em resgates

Lusa

  • 333

Washington, 01 nov (Lusa) -- Mais de 250 milhões de euros em resgastes foram pagos entre 2005 e 2012 aos piratas que atuam ao largo da Somália e do Corno de África, segundo um relatório publicado hoje pelo Banco Mundial.

"Entre 252 a 306 milhões de euros foram pagos em resgates após o desvio de embarcações ao largo da Somália e do Corno de África, entre 2005 e 2012", indica o documento feito em colaboração com a Interpol e a agência das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC, na sigla em inglês).

Baseado essencialmente em entrevistas com ex-piratas, o relatório assegura que "uma grande parte" deste dinheiro foi utilizada para alimentar "um vasto leque" de atividades criminosas, desde o tráfico de seres humanos ao financiamento de milícias.