Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Petrolífera francesa Total multada em 308,53 ME para evitar acusações de corrupção

Lusa

  • 333

Washington, 29 mai (Lusa) - A empresa petrolífera francesa Total concordou pagar uma multa de 398,2 milhões de dólares (308,53 milhões de euros) para evitar ser acusada formalmente de subornar responsáveis iranianos para garantir contratos no Irão, anunciaram hoje autoridades norte-americanas.

A Total foi multada em 245,2 milhões de dólares (cerca de 190 milhões de euros) pelo departamento de Justiça dos Estados Unidos por violação de legislação sobre "práticas corruptas no estrangeiro" e em mais 153 milhões de dólares (118,56 milhões de euros) pela Comissão de Valores (o regulador do mercado financeiro norte-americano) por práticas "desonrosas".

As multas, anunciadas em comunicado, penalizam as atividades da Total, que, segundo o departamento de Justiça, terá pago, através de intermediários, cerca de 60 milhões de dólares (46,49 milhões de euros) em subornos a responsáveis iranianos entre 1995 e 2004, para garantir direitos de exploração de vários campos de petróleo e gás no Irão.