Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Peritos suíços concluiram que Yasser Arafat foi provavelmente envenenado

Lusa

  • 333

Ramallah, Palestina, 06 nov (Lusa) - Um grupo de cientistas suíços concluiu que é provável que o antigo líder palestiniano Yasser Arafat tenha morrido envenenado com polónio, de acordo com um relatório divulgado hoje pela televisão Al-Jazeera.

Os resultados dos testes aos restos mortais de Arafat "apoia moderadamente a ideia de que a morte foi consequência de envenenamento com polónio 210", um elemento radioativo, afirma-se no relatório de 108 páginas que a Al-Jazeera publicou na sua página Internet.

"Novas investigações toxicológicas e radio-toxicológicas foram conduzidas, demonstrando níveis inesperadamente altos de atividade de polónio 210 e chumbo 210 em muitas das amostras analisadas", lê-se no relatório dos peritos suíços.