Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Período "pós-crise" tem de começar a ser preparado - Guilherme d'Oliveira Martins

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 fev (Lusa) - O presidente do Tribunal de Contas (TC), Guilherme d'Oliveira Martins, disse hoje que têm de ser dadas condições "de esperança" aos cidadãos, uma vez que "o pós-crise tem de começar a ser preparado" em Portugal.

Falando aos jornalistas no Parlamento, Guilherme d'Oliveira Martins relembrou que a "disciplina financeira é fundamental", para mais num exercício orçamental, o de 2013, que é o "mais difícil desde 1974 em razão das condicionantes muito complexas, designadamente externas, que prevalecem" na economia portuguesa.

Para o pós-crise, o presidente do TC pede a entrada em vigor de "mecanismos de disciplina financeira e orçamental" que sejam articulados com medidas ligadas à "justiça, emprego e investimento" no garantir de "condições de esperança e confiança" aos cidadãos portugueses.