Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pereira Cristóvão acusado de sete crimes pelo Ministério Público no caso Cardinal

Lusa

  • 333

Lisboa, 18 dez (Lusa) -- O ex-vice presidente do Sporting Paulo Pereira Cristóvão foi acusado, na passada sexta-feira, de sete crimes pelo Ministério Público (MP), no âmbito do chamado "caso Cardinal", anunciou hoje a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGD) na sua página internet.

A acusação foi deduzida na sequência de um inquérito promovido pela 9ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Lisboa, com investigação a cargo da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC) da Polícia Judiciária (PJ), e envolve, além de Paulo Pereira Cristóvão, um sócio gerente de uma sociedade comercial que não é identificado.

O ex-vice presidente leonino é acusado de um crime de burla qualificada, um crime de branqueamento de capitais (ambos em coautoria), um crime de devassa por meio de informática, dois crimes de peculato, um crime de acesso ilegítimo qualificado e um crime de denúncia caluniosa qualificada.