Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pelo menos 200 feridos em confrontos na praça egípcia Tahrir, Irmandade Muçulmana condena atos

Lusa

  • 333

Cairo, 12 out (Lusa) -- Pelo menos 200 pessoas ficaram feridas durante os confrontos hoje registados na praça Tahrir, no Cairo, entre apoiantes e opositores do Presidente egípcio, Mohamed Morsi, acontecimentos que já foram condenados pela Irmandade Muçulmana.

Os apoiantes de Morsi, que foi o candidato presidencial da Irmandade Muçulmana, e ativistas laicos, que reclamam a formação de uma nova comissão constituinte, encontraram-se hoje na praça Tahrir para participar em duas ações de protesto distintas.

Os dois grupos de manifestantes começaram a atirar pedras e pelo menos duas centenas de pessoas ficaram feridas, segundo fontes médicas.