Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Pellegrino diz que foi despedido do Valência "a quente e por medo"

Lusa

  • 333

Valência, Espanha, 02 dez (Lusa) -- O treinador argentino Mauricio Pellegrino, despedido sábado do Valência após a goleada sofrida em casa com a Real Sociedad (2-5), afirmou hoje que a decisão foi tomada "a quente e por medo".

Numa conferência de imprensa em que Pellegrino não permitiu perguntas, na cidade desportiva de Paterna, "quartel general" do Valência, Pellegrino considerou "injusta" a decisão do conselho de administração do clube "Che", presidido por Manuel Llorente.

"Não aceito esta decisão, mas isto é o futebol e o que temos", desabafou o treinador argentino, um dia depois da pesada derrota sofrida no Mestalla, na 14.ª jornada da Liga espanhola e num jogo em que os portugueses Ricardo Costa e João Pereira foram titulares pelo Valência.