Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PCP vê visita de Merkel como "afronta" e pede que portugueses manifestem descontentamento

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 nov (Lusa) -- O Partido Comunista Português (PCP) vê a visita da chanceler alemã, Angela Merkel, como uma "afronta", expressão de uma "visão neocolonialista" de Portugal, e pediu hoje a todos os portugueses que segunda-feira façam ouvir o seu descontentamento.

Em conferência de imprensa, Ângelo Alves, membro da comissão política, disse que a "visita oficial da chanceler alemã a Portugal constitui uma afronta ao povo português, à sua dignidade e soberania", sendo, por isso, "um ato contrário aos interesses nacionais".

Para o Partido Comunista, a visita de Angela Merkel vai contra os interesses dos trabalhadores e do povo português e os interesses e as opções que estão por detrás desta deslocação demonstram a "autêntica colonização económica de Portugal", já que para os comunistas a chanceler alemã e a sua comitiva "são simultaneamente carrascos e beneficiários do declínio económico" do país.