Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PCP pede suspensão imediata de "ofensiva" fiscal contra agricultores

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 mar (Lusa) - O PCP pediu hoje a suspensão imediata das alterações fiscais na atividade agrícola, que devem entrar em vigor a 01 de abril, argumentando que esta "ofensiva" é uma "sentença de morte para milhares agricultores".

Em causa estão alterações que decorrem do Orçamento do Estado para 2013, nomeadamente o fim da isenção do IVA para o setor e outras medidas "que inviabilizarão o consumo e os mercados de proximidade" e que, consideram, seriam "caricatas" se não fossem "de uma extrema violência".

Estas alterações impõem, por exemplo, que todos os agricultores declarem às Finanças o seu início ou reinício de atividade "mesmo que tenham 80 anos" e obriga a passar fatura "para vender no mercado local, uma couve, um ramo de salsa, meia dúzia de ovos", salienta o comunicado do PCP.